Enxaqueca com Aura eu vejo pontos de luz são luminosos e brilhantes

Eu enxergo pontos de luz brilhantes e coloridos, depois vem a dor de cabeça que é uma enxaqueca insuportável, o que é isso?

O nome desse fenômeno é Enxaqueca com Aura.

De 10 a 12 por centro da população tem ou já teve enxaqueca. Desses, apenas 10 a 15% tem a Enxaqueca com Aura. Isso representa 1% da população.

Você deve estar pensando: 1% e eu sou o(a) sortudo(a) a ter isso?

É, presentinho sacana, né?

Bem, devo dizer que a internet hoje possui centenas de páginas escritas por especialistas, não é o caso dessa matéria.

Eu sou um sortudo desses 1%, vou relatar o meu caso, sem um pingo de preocupação médica, pois não o sou! Então, não cobrem termos técnicos, menos ainda “consulta on-line grátis”, pois sou apenas uma vítima também.

Se você chegou até aqui nessa matéria, então deve ter Enxaqueca com Aura também! Ou é muito curioso(a)!

Se você acabou de descobrir que tem isso… calma, a notícia só piora. Grande parte das pessoas que sofrem disso acabam sofrendo também problemas de hipertensão, ataques cardíacos (AVC) e derrames.

Vou cortar os pulsos! Não! Calma! Apesar de não ter um remédio (ainda) para isso é possível viver bem e de forma saudável, na verdade… conviver com isso é a palavra certa.

Como tudo começa?


 

Com um ponto de luz em determinado lugar na visão. Ele vai crescendo. Crescendo. Até aqui nenhuma dor existe. Mas o processo e o tempo pode variar de pessoa para pessoa. Ter ou não ter dor de cabeça também pode variar entre pessoas e situações.

Vai ficando colorido… chega a ser até bonito! É verdade! Ao menos comigo é assim:

Na maior parte das vezes eu percebo a ocorrência da aura somente quando está no quadro 3, antes é até meio imperceptível na rotina do dia-a-dia. Essa fase demora uns 5 minutos mais ou menos.

Depois disso o brilho parece parar de crescer, mas começa a ganhar cores do arco-íris, claras, suaves e estáticas. Depois piora!

É, o colorido toma conta da visão. Não posso dizer que fico cego, pois não fica tudo preto, fica uma festa de cores brilhantes, vivas, piscando, é extremamente difícil ilustrar isso, a imagem acima não reflete com exatidão o que vejo, foi o mais próximo que consegui chegar com o uso do Photoshop.

Mas, enfim, é isso!

Esse trajeto leva mais uns 15 minutos, ou seja, entre o ponto de luz ao brilho total que toma conta de visão leva em torno de 20 minutos.

Aí em aproximadamente 3 minutos tudo acaba, é rápido, some, a visão volta ao normal. Esse momento é crítico! Eu tenho que ser muito rápido!!

Pois ao acabar a visão brilhante e voltar a enxergar novamente eu tenho uns 2 minutos mais ou menos para correr até um dipirona mais próximo.

30 ou 40 gotas é o que tomo. E a dor de cabeça começa. Em uns 20 minutos depois eu tomo mais 25 gotas. E a dor aumenta. Muito!

Aí sou um imprestável que mal abre os olhos. Dor na lateral da cabeça, logo acima das orelhas, que emendam com o fundo dos olhos e vai até a nuca.

Mas sou expert no assunto, já deixo a 3ª dose de dipirona pronta! Mais 30 gotas ficam ao meu lado, no quarto escuro, olhos fechados.

É MUITO importante, digo para frisar mais uma vez: MUITO importante ter controle da temperatura.

Tem que esfriar o lugar! Serve qualquer coisa! Banho gelado, toalha úmida, ar-condicionado, ventilador direto… de preferência tudo isso!

Quanto mais quente mais sinto as veias saltarem no cérebro. Parecem crianças com foices pulando em uma tenda baixa… dá para imaginar essa cena? Parece que a cabeça vai explodir!!!

Então, parece que o clímax chegou, que não vai mais aumentar, está no topo da dor. É para isso que eu deixo a 4ª dose de dipirona ao lado! 30 gotas para dentro e mais 30 minutos de quarto escuro com climatização.

30 minutos passa? Não! Não passa! Apenas posso abrir os olhos e sair do quarto.

Algumas vezes passa em 3 ou 4 horas. Outras vezes demora até 3/5 dias.

Remédios apenas controlam e suavizam a dor, mas não tira.

E aí, como fazer?

Busque a causa!!

Eu passei muita vergonha quando era criança. Não existia a internet, a Enxaqueca com Aura não era conhecida nem pelos médicos e é uma coisa rara.

Quem vai acreditar numa criança?

O oftalmologista indicou o neuro, que indicou o psicólogo, alegando que eu queria chamar a atenção.

Santa ignorância!

Tive momentos críticos, fui atacado por isso na hora do Rush, em plena Av. Ibirapuera (SP)… Tive que parar o carro onde deu! Cego, parado onde não podia parar e morrendo de medo de assalto.

Pior… sem nenhum dipirona por perto! A visão começou a voltar e eu acelerei para casa!

Não foi fácil… até que um dia, na Av. Morumbi, em um semáforo com a Chucri Zaidan… um jornal desses que dão de graça… tinha uma matéria sobre “Novidade na área de Enxaqueca”.

Lendo o texto… bumba! Era isso que eu tinha! Enxaqueca com Aura!

O texto foi escrito por um especialista. Era uma luz… para os meus pontos de luz!

Bem, resumindo, tal como muita enxaqueca comum, o gatilho que desenrola todo o procedimento pode vir de um alimento.

Tem gente que não pode comer pimentão, outros são alérgicos a amendoim, camarão… o meu caso tem ligação com tomate e seus derivados, como ketchup!

E não foi fácil identificar, pois não é comer e ter o problema depois.

Geralmente eu posso comer. Uma só vez em 15 dias.

Se eu comer 2 ou 3 dias qualquer coisa com tomate, como lasanha, lanche com ketchup, salada… o procedimento leva em média 3 dias.

Isso mesmo, leva uns 3 dias depois de comer o tal tomate que vem o problema.

Isso está relacionado a um problema de confusão no intestino, que cria problema na flora intestinal, depois passa a querer tratar o organismo com substâncias e tal… enfim, prometi não ser técnico, então não serei, enfim, entre comer o tomate e ter a aura, leva até 3 dias!

É, só isso! Para mim, essa é a causa natural que pode ser controlada.

Eu cortei radicalmente o tomate e tudo que se relacionava a ele.

Isso ajudou 50%. Fiquei meses sem ter nada.

Mas aí a coisa recomeça e você percebe que fez tudo direitinho.

O que mais pode ser?

Bom, no meu caso específico demorei muito para entender algo muito simples.

A coisa é tão boba que a gente nem dá atenção. Mas ali mora o inimigo.

Você nasce com uma dentição e nela há a sua arcada. Vem um dentista e promete deixar tudo lindo com o uso de um aparelho dentário.

Você adolescente acredita e usa! Paga por isso! O dentista lhe dá um sorriso lindo, fica com o seu dinheiro, mas… altera totalmente a sua “mordida” e isso implica em alterações na mandíbula.

Enxaqueca com aura por ATM disfunção temporomandibular

É, um acidente pode quebrar a mandíbula, ou já ter nascido com problema ou usar erradamente um aparelho, qualquer coisa assim pode causar A.T.M.

A A.T.M. é a Disfunção da Articulação Temporo-Mandibular.

Isso causa uma inflamação na região entre a testa e a orelha. E dói! Muito!

Tudo acontece ao “morder” errado; dormir com bruxismo, chiclete, estresse (comprimindo os dentes irritadamente) e coisas assim.

Eu já cansei de provar a mim mesmo que o uso da placa para dormir em dias mais tensos é fundamental.

Me afastei dos tomates (não radicalmente) e passei por um loooongo tratamento de A.T.M. e até hoje uso a tal placa para dormir.

Mas vale a pena!

Já tem 5 anos (hoje 2017) que não sei o que é ver pontos de luz, menos ainda ter as enxaquecas.

Espero que esta matéria possa ter te ajudado, como um dia aquele jornal no semáforo me ajudou!

Você não vai curar a enxaqueca com aura, mas certamente pode se livrar dela!

A ATM causa enxaqueca com aura, com certeza.

Infecção alimentar causa enxaqueca com aura.

Estresse, tabagismo, forçar a mandíbula (esportistas como boxe e Kendô por exemplo) também pode causar enxaqueca com aura.

Mas você pode se livrar dela!

Mantenha a calma, controle a temperatura ao seu redor, não abuse do dipirona excessivamente, busque um neuro, faça uns exames e consulte um dentista especializado em ATM.

Acredito que você resolverá seu problema!

Mas não deixe para “um dia” fazer isso, a enxaqueca com aura pode deixar sequelas na visão e até causar derrame.

Algumas sequelas na visão são o que chamam de “neve visual” ou “visão granulada”, ficam pontos como os chuviscos de TV, podem inclusive ser permanentes e prejudicarem de verdade a vida cotidiana, eu não tenho isso, felizmente, mas pode se assemelhar a isto:

neve visual ou visão granulada

Outra possibilidade é o que se chama “mosca volante”, apesar do péssimo nome, não tem nada a ver com moscas. Parecem bigatos fantasmas, transparentes ou sólidos, que ficam passando na frente da visão conforme se move os olhos.

mosca visual

São células dentro do próprio olho, vítreo, surge com o descolamento do vítreo posterior, que pode ocorrer por inflamação nos olhos, um pós cirúrgico na região ou até mesmo da miopia.

As moscas volantes são uma rotina para mim, herança da boa e velha aura, mas não atrapalham tanto a ponto de necessitar de tratamento, pois é preciso de cirurgia para consertar isso e nem sempre resolve, apenas ameniza.

Então, não espere o pior, busque por soluções, investigue sua vida cotidiana, faça um diário para anotar alimentos possíveis e tentar relacionar aos períodos de crise, cheque se existe ATM em você, mesmo que não perceba!

No meu caso, estou sadio e feliz por anos! Apenas evitando os tomates e seus derivados, com um controle de ATM. Tudo vem dando certo!

Vá em busca da causa! Tenho certeza que poderá viver feliz, saudável e sem as dores!

Deixe seu recado para nós, usando o quadro abaixo!

Social tagging: > > > > > > > > > > > >

142 Responses to Enxaqueca com Aura eu vejo pontos de luz são luminosos e brilhantes

  1. Alexandre Neto disse:

    Tive exatamente a Aura no final do ano passado sempre tive enxaquecas mas não com aura e digo é assustador, o meu fica no lado alguns ziguezague luminosos com a cor de arco iris e uma sombra que dificulta muita a visão, porém depois de uma hora voltou ao normal, já estava pensando que era algum descolamento de retina ou algo assim, ai fui ao oftalmo e fiz os exames de fundos dos olhos e nada foi encontrado estava tudo normal, algumas semanas percebi que estava com dores de um lado na mandibula e quase não conseguia comer e ainda estou procurando um médico especialista em ATM para consultar dias atras tive novamente esse evento com aura, e lendo essa matéria tudo se encaixa com meu problema que pode estar relacionado com ATM com certeza. Obrigado

    • admin disse:

      Alexandre, que legal seu depoimento aqui, reforçando a teoria da ATM.

      É uma pena que isso aconteça com vc, eu sei bem como é, mas é bom ter o máximo de informações e vamos conversando para ver até onde chegamos nesse enigma.

      é triste ver que nem os especialistas chegaram a uma conclusão e até onde isso pode ser evitado ou resolvido.

      Obrigado por estar aqui com a gente!

    • Izabella disse:

      Tenho 29 anos e tive a primeira enxaqueca com aura aos 15. Estava assistindo aula e, de repente, começaram os pontos luminosos. Depois, uma dor de cabeça forte e um mal estar horrível. Além disso, outras vezes, cheguei a sentir metade do corpo inteira formigando, principalmente a língua.
      A pior sensação que já tive. Tinha 17 anos na época.
      Não fazia ideia do que fosse. Depois de outras crises que passei a associar a alguns alimentos, especialmente, carocinhos de maracujá.
      Luzes diretas nos olhos, como luz do sol refletida em espelhos também fazem desencadear.
      Quando comecei a tomer anticonsepcional, aos 20 anos, a coisa piorou feio. Era uma crise ou mais todos os períodos pré-menstruais.
      Passei a não tomar mais e a evitar o que sei que pode provocar a maldita enxaqueca com aura.
      Hoje, acho que tenho uma vez a cada dois anos. Sem sabem exatamente o que causou.
      Descobri que meu pai tem trombofilia. Posso ter também e isso estar relacionado à enxaqueca.
      Vou investigar por meio de exames.

      • admin disse:

        Obrigado por compartilhar sua experiência conosco! Sim, luz solar e especial o reflexo dela… é 110% que dará aura em mim também.

        Qto a trombofilia nunca ouvi falar alguma conexão, espero não ter nada a ver, já fico com medo só de pensar.

        Qualquer novidade, nos conte! Muito obrigado e sorte para que não tenha mais!

    • Roberta disse:

      Acabei de ter uma crise e fui procurar na internet e achei este site. Não sabia que podia estar associada ao uso de aparelho dentario…Tive algumas crises e sempre achei que fosse por fazer dieta ou ficar muito tempo em jejum…como tenho essas crises bem esporadicas, nunca dei muita atenção…vou procurar um neurologista pra ver… é muito angustiante a sensação…parece que nao vou ter minha visão de volta nunca mais! Hoje a dor de cabeça foi bem mais fraca do que nas outras vezes, porem parece que fiquei mais sonolenta…enfim, é algo que temos que aprender a conviver e se houver possibilidade tratar…obrigada por compartilhar tua experiência!

    • Leticia disse:

      Percebi entre os estágios 2 e 3. Há anos via um ponto preto piscando do meu lado direito, mas nunca dei bola pois achava que era normal, tipo qdo você fica um tempo olhando pra uma lâmpada e ela da reflexo na sua frente entende… Como fico dia todo no computador acabava deixando pra lá. Semana passada tive a visão de um arco íris do mesmo lado e ele começou a aumentar. Pensei que tava pirando hahah foi quando resolvi procurar no Google. Digitei muitas coisas tipo “ver vulto de arco íris” ou “manchas coloridas piscando lado direito” até achar sua publicação!!! E lá estava ele: o meu arco íris imaginário!! Vou seguir as recomendações até porque sofro muito de enxaqueca mas não sabia que aquele ponto preto que via há anos era decorrente dela. O mais estranho é que tive uma forte enxaqueca no dia anterior e qdo vi o tal arco íris só senti tontura, nada de dor… Amei seu artigo, tirou minhas dúvidas… abraços

    • Leticia disse:

      Tenho 29 anos … Percebi entre os estágios 2 e 3. Há anos (uns 15 acredito eu) via um ponto preto piscando do meu lado direito, mas nunca dei bola pois achava que era normal, tipo qdo você fica um tempo olhando pra uma lâmpada e ela da reflexo na sua frente entende… Como fico dia todo no computador acabava deixando pra lá. Semana passada tive a visão de um arco íris do mesmo lado e ele começou a aumentar. Pensei que tava pirando hahah foi quando resolvi procurar no Google. Digitei muitas coisas tipo “ver vulto de arco íris” ou “manchas coloridas piscando lado direito” até achar sua publicação!!! E lá estava ele: o meu arco íris imaginário!! Vou seguir as recomendações até porque sofro muito de enxaqueca mas não sabia que aquele ponto preto que via há anos era decorrente dela. O mais estranho é que tive uma forte enxaqueca no dia anterior e qdo vi o tal arco íris só senti tontura, nada de dor… Amei seu artigo, tirou minhas dúvidas… abraços

      • admin disse:

        Letícia, eu passei por vários estágios e etapas, hoje com 44 anos, aprendi a lidar bem com isso.

        Demorei muito para entender, pois a informação não existia em lugar algum!! Ninguém sabia o que era… foi complicado para mim no começo.

        Por fim, minha última etapa foi mesmo ATM, talvez por uso inadequado de aparelho nos dentes (anos 80 ainda era o começo disso, os dentistas não sabiam direito o que fazer), então fiz um tratamento loooooooongo de anos, uns 6 anos, para reajustar a mandíbula e reaprender a “mordida”.

        Hoje estou LIVRE da aura, faz realmente muito tempo que não a vejo!

        Controle os alimentos, temperatura, arcada dentárias… veja todos esses pontos e vc ficará livre dela.

  2. Elaine Menegon disse:

    Olá, meu nome é Elaine, tenho 34 anos e minhas crises começaram há uns 10 anos atrás, achei que ia ficar cega, pois nunca tinha passado por isso. Liguei pra minha mãe pra perguntar se era isso mesmo que ela tinha, igual ao que senti, e ela confirmou, minha mãe também sofre de enxaqueca com aura.
    Tive muitas e muitas crises, com e sem dores depois, quando começa já tomo dipirona, não espero passar os pontinhos pra depois tomar, mas as vezes preciso me trancar no escuro pra poder passar. Comecei um tratamento no ano passado, tomando Epilenil, e se você ler a bula você pira e não toma…kkkk. Parece que fez efeito sim, porém hoje estou aqui pois tive uma crise agora pouco, achei muito estranho depois de tanto tempo voltar e resolvi dar uma “sapeada” na internet.
    Acredito que a minha seja de alimentação, pois nunca usei aparelho nos dentes e a dentista sempre disse que são perfeitos.

    • admin disse:

      Obrigado por relatar aqui seu problema e compartilhar com a gente.

      Alimentação sim é um dos fatores. Interessante saber que a ATM está fora de cogitação no seu caso.

      Vamos, com os relatos, ver essa causa que nem os especialistas ainda resolveram.

      • ci disse:

        Oi….tive aqui a um tempo atras procurando ajuda para minha enxaqueca com aura. já fui em varios neuros e nada, ja tomei varios remedios e nada. Hoje fui a um otorrino relatar uma dor que sinto ao apertar meu ouvido esquerdo e me incomoda ate para dormir, e ele me disse que essa dor no meu ouvido e por causa a articulaçao mandibular. E disse que sim, ele tem 90% de certeza que minha enxaqueca com aura é causada pela minha atm.

        • admin disse:

          Há muito tempo venho firme com a ideia de que a enxaqueca com aura tem tudo a ver com ATM, apesar dos grandes médicos e cientistas “não” apontarem isso como causa.

          E digo mais, a ATM encontra vida com aparelhos ortodônticos, com certeza.

          Obrigado Ci pela sua presença e sua narrativa. Isso contribui e ajuda MUITO a todos nós que sofremos com isso.

          Qualquer notícia nova, nos conte! Obrigado e boa sorte no tratamento!!

          Eu encontrei paz 110% depois que fiz o longo (5 anos) tratamento de ATM e até hoje uso placa para dormir.

          Ninguém quer isso, usar placa é chato.

          Mas nunca mais tive aura!! Vale a pena!!

      • Samuel Brito disse:

        Nao consegui ver onde postar comentario pois estou no trabalho e com um pouco de pressa. Bom dia, li o artigo e vi alguns comentarios. Tambem tenho enxaqueca aurea ha uns 10 anos e o mais engraçado e que na maioria das vezes ocorrem quando pratico algum esporte, raramente mas acontecem, e outro fator que desencadeia a enxaqueca em mim e quando tomo leite, 5 minutos e ja vejo o resultado. Derivados do leite nao me afetam, a não ser em muita quantidade, mas muita mesmo, agora um copo de leite e ja era. Bom saber dos riscos de sequelas e outros problemas por tras do sintoma, pois caso continue vou buscar um medico. Pra ajudar a galera ai nos comentarios sobre uma das causas da enxaqueca aurea, leite tambem pode desencadear a reaçao. Abraço

        • admin disse:

          Obrigado pela informação, Samuel!! Isso é novo para mim.

          Eu não tomo leite desde 1.998, tive uma péssima experiência com leite e cortei radicalmente.

          Consumo os derivados normalmente (mas pouco), mas o leite de vaca em si me fazia mal desde que era pequenino.

          Sobre os esportes creio ser causa da pressão sanguínea sobre o cérebro, posso apostar que isso acontece em dias quentes, mas sob temperaturas mais adequadas pode não acontecer nada, creio eu.

          Não sou médico, sou apenas uma vítima tb trocando “achismos”, mas fica aí meu pitaco!! Eu tb tive crises em dias quentes com esportes, eu treino Kendô, mas treino à noite. Se eu tentar exercer o treino em dias mais quentes eu volto para casa com uma bela dor de cabeça e se não tomar um banho mais frio… vem a aura.

          É preciso SEMPRE controlar a temperatura!!

          Forte abraço!

          • Julio disse:

            Tenho 52 anos. Moro em Limeira-SP
            Hoje, 22/12/2016 tive minha segunda aura!
            A primeira foi a quase 4 meses e me assustou bastante nos 10-15 mintos de duração.
            A visão ficou bastante comprometida e veio isoladamente. Não tive dores, nem aumento de pressão, nem nada diferente que eu pudesse associar.
            A primeira vez eu relacionei com uma rápida refeição que tinha acabado de fazer… eu estava no trabalho e fiquei bem preocupado.
            A de hoje eu tive antes de almoçar… medi a pressão arterial… normal!
            Estava em casa e pude pesquisar para saber o que poderia ser.
            Ainda não fiz tomografias cerebrais mas nos últimos 12 meses garanto que estou com os exames em dia!
            Glicose, triglicerides e etc, exames normais sem alterações significativas.
            Aparelho ortodontico ainda não usei!
            Enxaqueca e dores de cabeça são coisas que não tenho intimidade, pois pouco tive dessas coisas…
            Estou confuso com a aura que tive, pois no meu caso creio que esteja relacionada com o cortex visual. Não importa o olho. Vi-a de olho fechado mesmo e foi aumentando como num arco-iris… uma arvore de natal (estamos na época mesmo!)
            Vou ficar atento a alimentação anterior (5 dias, conforme vc comentou), creio que a desidratação possa estar mais perto das causas do meu gatilho…. mas não entendo porque só agora… após tantos anos de vida… talvés esse seja o motivo! DNA! (data de nascimento avançada!)

          • admin disse:

            Olá, Julio! Creio que idade não seja gatilho, eu tenho isso desde uns 10 anos mais ou menos… hoje com 43 ainda tenho, mas muito bem controladas.

            Arrisco a dizer que, depois que alterei a alimentação, o que está ligado ao gatilho, para mim, é ATM.

            Se eu não controlar o movimento da mandíbula (ficar com ela fechada com força) – movimento inconsciente, a dor vem e a aura também.

            A questão é que ainda é uma incognita, não há um fato em si que traga certeza de tudo, mas reconheço hoje coisas que me levariam a aura e a dor, assim posso controlar e não ter nada, me corrigindo previamente.

            É um saco, claro, não deixa de ser uma preocupação, mas consigo me livrar do problema, antes que ele apareça.

            Mas idade não foi a causa para mim.

Deixe uma resposta

Notifique-me de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.

Avaliação feita com base nos votos dados pelo retorno de nossos anunciantes patrocinadores.
Criação de sites em Rio Preto com Divulgação do Site no Google e completo serviço em foto, vídeo, SEO, website entre outros.
Classifica como 4,9/5 Com Base em 21.349 Usuários
De R$1000.00 à R$8000.00 1450