Enxaqueca com Aura eu vejo pontos de luz são luminosos e brilhantes

Eu enxergo pontos de luz brilhantes e coloridos, depois vem a dor de cabeça que é uma enxaqueca insuportável, o que é isso?

O nome desse fenômeno é Enxaqueca com Aura.

De 10 a 12 por centro da população tem ou já teve enxaqueca. Desses, apenas 10 a 15% tem a Enxaqueca com Aura. Isso representa 1% da população.

Você deve estar pensando: 1% e eu sou o(a) sortudo(a) a ter isso?

É, presentinho sacana, né?

Bem, devo dizer que a internet hoje possui centenas de páginas escritas por especialistas, não é o caso dessa matéria.

Eu sou um sortudo desses 1%, vou relatar o meu caso, sem um pingo de preocupação médica, pois não o sou! Então, não cobrem termos técnicos, menos ainda “consulta on-line grátis”, pois sou apenas uma vítima também.

Se você chegou até aqui nessa matéria, então deve ter Enxaqueca com Aura também! Ou é muito curioso(a)!

Se você acabou de descobrir que tem isso… calma, a notícia só piora. Grande parte das pessoas que sofrem disso acabam sofrendo também problemas de hipertensão, ataques cardíacos (AVC) e derrames.

Vou cortar os pulsos! Não! Calma! Apesar de não ter um remédio (ainda) para isso é possível viver bem e de forma saudável, na verdade… conviver com isso é a palavra certa.

Como tudo começa?


 

Com um ponto de luz em determinado lugar na visão. Ele vai crescendo. Crescendo. Até aqui nenhuma dor existe. Mas o processo e o tempo pode variar de pessoa para pessoa. Ter ou não ter dor de cabeça também pode variar entre pessoas e situações.

Vai ficando colorido… chega a ser até bonito! É verdade! Ao menos comigo é assim:

Na maior parte das vezes eu percebo a ocorrência da aura somente quando está no quadro 3, antes é até meio imperceptível na rotina do dia-a-dia. Essa fase demora uns 5 minutos mais ou menos.

Depois disso o brilho parece parar de crescer, mas começa a ganhar cores do arco-íris, claras, suaves e estáticas. Depois piora!

É, o colorido toma conta da visão. Não posso dizer que fico cego, pois não fica tudo preto, fica uma festa de cores brilhantes, vivas, piscando, é extremamente difícil ilustrar isso, a imagem acima não reflete com exatidão o que vejo, foi o mais próximo que consegui chegar com o uso do Photoshop.

Mas, enfim, é isso!

Esse trajeto leva mais uns 15 minutos, ou seja, entre o ponto de luz ao brilho total que toma conta de visão leva em torno de 20 minutos.

Aí em aproximadamente 3 minutos tudo acaba, é rápido, some, a visão volta ao normal. Esse momento é crítico! Eu tenho que ser muito rápido!!

Pois ao acabar a visão brilhante e voltar a enxergar novamente eu tenho uns 2 minutos mais ou menos para correr até um dipirona mais próximo.

30 ou 40 gotas é o que tomo. E a dor de cabeça começa. Em uns 20 minutos depois eu tomo mais 25 gotas. E a dor aumenta. Muito!

Aí sou um imprestável que mal abre os olhos. Dor na lateral da cabeça, logo acima das orelhas, que emendam com o fundo dos olhos e vai até a nuca.

Mas sou expert no assunto, já deixo a 3ª dose de dipirona pronta! Mais 30 gotas ficam ao meu lado, no quarto escuro, olhos fechados.

É MUITO importante, digo para frisar mais uma vez: MUITO importante ter controle da temperatura.

Tem que esfriar o lugar! Serve qualquer coisa! Banho gelado, toalha úmida, ar-condicionado, ventilador direto… de preferência tudo isso!

Quanto mais quente mais sinto as veias saltarem no cérebro. Parecem crianças com foices pulando em uma tenda baixa… dá para imaginar essa cena? Parece que a cabeça vai explodir!!!

Então, parece que o clímax chegou, que não vai mais aumentar, está no topo da dor. É para isso que eu deixo a 4ª dose de dipirona ao lado! 30 gotas para dentro e mais 30 minutos de quarto escuro com climatização.

30 minutos passa? Não! Não passa! Apenas posso abrir os olhos e sair do quarto.

Algumas vezes passa em 3 ou 4 horas. Outras vezes demora até 3/5 dias.

Remédios apenas controlam e suavizam a dor, mas não tira.

E aí, como fazer?

Busque a causa!!

Eu passei muita vergonha quando era criança. Não existia a internet, a Enxaqueca com Aura não era conhecida nem pelos médicos e é uma coisa rara.

Quem vai acreditar numa criança?

O oftalmologista indicou o neuro, que indicou o psicólogo, alegando que eu queria chamar a atenção.

Santa ignorância!

Tive momentos críticos, fui atacado por isso na hora do Rush, em plena Av. Ibirapuera (SP)… Tive que parar o carro onde deu! Cego, parado onde não podia parar e morrendo de medo de assalto.

Pior… sem nenhum dipirona por perto! A visão começou a voltar e eu acelerei para casa!

Não foi fácil… até que um dia, na Av. Morumbi, em um semáforo com a Chucri Zaidan… um jornal desses que dão de graça… tinha uma matéria sobre “Novidade na área de Enxaqueca”.

Lendo o texto… bumba! Era isso que eu tinha! Enxaqueca com Aura!

O texto foi escrito por um especialista. Era uma luz… para os meus pontos de luz!

Bem, resumindo, tal como muita enxaqueca comum, o gatilho que desenrola todo o procedimento pode vir de um alimento.

Tem gente que não pode comer pimentão, outros são alérgicos a amendoim, camarão… o meu caso tem ligação com tomate e seus derivados, como ketchup!

E não foi fácil identificar, pois não é comer e ter o problema depois.

Geralmente eu posso comer. Uma só vez em 15 dias.

Se eu comer 2 ou 3 dias qualquer coisa com tomate, como lasanha, lanche com ketchup, salada… o procedimento leva em média 3 dias.

Isso mesmo, leva uns 3 dias depois de comer o tal tomate que vem o problema.

Isso está relacionado a um problema de confusão no intestino, que cria problema na flora intestinal, depois passa a querer tratar o organismo com substâncias e tal… enfim, prometi não ser técnico, então não serei, enfim, entre comer o tomate e ter a aura, leva até 3 dias!

É, só isso! Para mim, essa é a causa natural que pode ser controlada.

Eu cortei radicalmente o tomate e tudo que se relacionava a ele.

Isso ajudou 50%. Fiquei meses sem ter nada.

Mas aí a coisa recomeça e você percebe que fez tudo direitinho.

O que mais pode ser?

Bom, no meu caso específico demorei muito para entender algo muito simples.

A coisa é tão boba que a gente nem dá atenção. Mas ali mora o inimigo.

Você nasce com uma dentição e nela há a sua arcada. Vem um dentista e promete deixar tudo lindo com o uso de um aparelho dentário.

Você adolescente acredita e usa! Paga por isso! O dentista lhe dá um sorriso lindo, fica com o seu dinheiro, mas… altera totalmente a sua “mordida” e isso implica em alterações na mandíbula.

Enxaqueca com aura por ATM disfunção temporomandibular

É, um acidente pode quebrar a mandíbula, ou já ter nascido com problema ou usar erradamente um aparelho, qualquer coisa assim pode causar A.T.M.

A A.T.M. é a Disfunção da Articulação Temporo-Mandibular.

Isso causa uma inflamação na região entre a testa e a orelha. E dói! Muito!

Tudo acontece ao “morder” errado; dormir com bruxismo, chiclete, estresse (comprimindo os dentes irritadamente) e coisas assim.

Eu já cansei de provar a mim mesmo que o uso da placa para dormir em dias mais tensos é fundamental.

Me afastei dos tomates (não radicalmente) e passei por um loooongo tratamento de A.T.M. e até hoje uso a tal placa para dormir.

Mas vale a pena!

Já tem 5 anos (hoje 2017) que não sei o que é ver pontos de luz, menos ainda ter as enxaquecas.

Espero que esta matéria possa ter te ajudado, como um dia aquele jornal no semáforo me ajudou!

Você não vai curar a enxaqueca com aura, mas certamente pode se livrar dela!

A ATM causa enxaqueca com aura, com certeza.

Infecção alimentar causa enxaqueca com aura.

Estresse, tabagismo, forçar a mandíbula (esportistas como boxe e Kendô por exemplo) também pode causar enxaqueca com aura.

Mas você pode se livrar dela!

Mantenha a calma, controle a temperatura ao seu redor, não abuse do dipirona excessivamente, busque um neuro, faça uns exames e consulte um dentista especializado em ATM.

Acredito que você resolverá seu problema!

Mas não deixe para “um dia” fazer isso, a enxaqueca com aura pode deixar sequelas na visão e até causar derrame.

Algumas sequelas na visão são o que chamam de “neve visual” ou “visão granulada”, ficam pontos como os chuviscos de TV, podem inclusive ser permanentes e prejudicarem de verdade a vida cotidiana, eu não tenho isso, felizmente, mas pode se assemelhar a isto:

neve visual ou visão granulada

Outra possibilidade é o que se chama “mosca volante”, apesar do péssimo nome, não tem nada a ver com moscas. Parecem bigatos fantasmas, transparentes ou sólidos, que ficam passando na frente da visão conforme se move os olhos.

mosca visual

São células dentro do próprio olho, vítreo, surge com o descolamento do vítreo posterior, que pode ocorrer por inflamação nos olhos, um pós cirúrgico na região ou até mesmo da miopia.

As moscas volantes são uma rotina para mim, herança da boa e velha aura, mas não atrapalham tanto a ponto de necessitar de tratamento, pois é preciso de cirurgia para consertar isso e nem sempre resolve, apenas ameniza.

Então, não espere o pior, busque por soluções, investigue sua vida cotidiana, faça um diário para anotar alimentos possíveis e tentar relacionar aos períodos de crise, cheque se existe ATM em você, mesmo que não perceba!

No meu caso, estou sadio e feliz por anos! Apenas evitando os tomates e seus derivados, com um controle de ATM. Tudo vem dando certo!

Vá em busca da causa! Tenho certeza que poderá viver feliz, saudável e sem as dores!

Deixe seu recado para nós, usando o quadro abaixo!

Social tagging: > > > > > > > > > > > >

145 Responses to Enxaqueca com Aura eu vejo pontos de luz são luminosos e brilhantes

  1. Patricia disse:

    Oi adm, por favor vc tem algum e-mail pra que possamos conversar ? tive auras visuais e em uma delas ao término tive sequela, tipo, agora vejo objetos pela metade e lugares brancos ou muito claros eu não enxergo quase nada, estou bastante deprimida.

    • admin disse:

      Ah, vamos conversar aqui mesmo, a nossa conversa pode ajudar muita gente.

      Sério que aconteceu isso com vc? Lamento muito. Li sobre casos assim que depois de muitas crises é possível comprometer a visão.

      Eu não sei se é possível solver isso e retornar a visão, mas acredito que sim! A questão é cerebral! Já consultou um neuro para saber sobre um possível coágulo ou algo assim?

      • patricia disse:

        Entao ja procurei neuro, oftalmo nenhum deles me dá uma resposta sobre o que pode ter acontecido e eu continuo com a visão assim, estou deprimida por conta disso

      • Elis disse:

        Boa tarde nossa , eu estava desesperada correndo atrás de médicos especialistas e não conseguia nenhum diagnóstico. Minha filha tem 11anose sofre dessa enxaqueca com aura. Que descobri hoje no seu post .Obrigada pela explicação, nos ajudou muito .um abraço!

        • Elis disse:

          Minha filha também sente dor no olho esquerdo antes da aura.

          • admin disse:

            Fico feliz em ajudar, eu sei bem o que passei.

            Mas fique tranquila, eu sobrevivi e estou muito bem! É controlável, contornável e não vai causar mau sério se seguir os limites e encontrar o gatilho que ativa a aura.

            Faça um diário alimentar e de todos os detalhes, desde excesso de iluminação, sono, bruxismo, ATM e outros fatores que julgar possível.

            Algo é o gatilho, encontrando isso será possível evitar as crisas.

    • Renata disse:

      Gente eu vejo uma luz piscando como se fosse um pisca pisca o tempo todo. Não sei mais o que fazer, já fui no oftalmologista e fiz todos exames possíveis e nada foi encontrado. Fiz rm e nada tem. Estou angustiada e deprimida com isso, fora a preocupação de ter algo grave que ninguém sabe diagnósticar. Essas luzes piscando são constantes, não param 1 minuto. É horrível.

      • admin disse:

        Renata, não sou médica ou especialista, não veja minhas palavras como consulta ou diagnóstico.

        Sou apenas um cara que convive com isso há quase 40 anos e já tive centenas de dias ruins, com centenas de ocorrências diferentes dentro dessa rotina.

        Em primeiro lugar, reduza a temperatura. Sua cidade é quente? Tente se resfriar.

        Depois é bom ver um neuro para um rápido exame, desde pressão até eletroencefalograma. Tomografia pode ser bom tb.

        Mas aí, se nada for encontrado, visite um dentista especializado em A.T.M.

        Noto que 60% dos casos (ou mais) estão ligados a pessoas com A.T.M. ou que usaram aparelho dentários com dentistas ruins que não sabiam o que estavam fazendo.

        É uma desarticulação da mandíbula que frequentemente causa uma alteração “muscular” e isso reflete em problemas como a Aura (luzes, dores, visão…).

        Já conversei com tanta gente, mas tanta gente, sobre isso que chego a conclusão que a alergia alimentar é uma parcela bem pequena dos casos.

        • RIBA disse:

          tbm tenho essa enxaqueca desde 15 anos hoje tenho 39

          percebo que quando faço muito exercicio na academia ou quando jogo futebol bastante , no dia seguinte ela aparece

          opnioes

          abraços

      • Tamer Salmem disse:

        A luz piscante está associada à pulsação do coração? Se estiver, você pode estar com um pequeno vaso dilatado na região visual de seu globo ocular. Caso seja nas duas vistas, isto pode estar ocorrendo em algum local do cérebro. Não sou médico, mas se o problema for nas duas vistas, sugiro procurar um neurologista.

        • admin disse:

          Tamer, não “associada” eu diria. Mas é uma decorrência. Esse problema acredito estar ligado à musculatura facial, ao bater o coração a irrigação comprometida na musculatura pode aumentar ou diminuir uma pressão em alguma região cerebral, percebida por nós na visão. Sim, pode até ser um tumor, sei lá, mas sendo enxaqueca com aura fica mais desse jeito, alguém já assistiu ao filme “Fenômeno” com John Travolta? É bem desse jeito!

        • Renata disse:

          A luz é só do lado esquerdo. Já fiz tantos exames…Fiz ressonância de crânio e todos exames oftalmológicos possíveis e nada foi encontrado. O que me preocupa é que como a maioria dos casos o meu não passa dps de alguns minutos. A luz piscando é constante. Sinto um peso na cabeça, uso aparelho fixo, minha dentista disse que qnd tirar vou usar uma placa pra atm.
          Mas sinceramente, não sei se esse é o caso dessas luzes. Será que pode msm problemas de atm dar essas alterações na visão?
          Mas agradeço as respostas e ter esse espaço para conversar com pessoas que já tinha eram algo assim. Na Internet leio cada coisa que só me desespera mais ainda :/

          • Rodrigo Bernardo disse:

            Oi Renata,
            Passo pela mesma situação. As dores que sinto começam do lado esquerdo e as luzes também. No meu caso vejo as luzes o dia todo, independente de estar ou não com dor.
            Já fui a vários neurologistas e a um oftalmologista. Lá descobri que tive uma lesão no nervo óptico como consequência.
            As luzes que vejo não são estáticas, ficam passando, subindo e descendo do lado esquerdo, além disso se eu olhar para uma superfície branca vejo várias linhas pretas que “dançam” na minha frente, por vezes até me divirto fazendo elas se mexerem rs
            Já tive um “aviso” de um neurologista de que poderia até ser um aneurisma o que na época me deixou bastante assustado.
            Fiz tomografia e não foi encontrada a causa, mas a ressonancia não consegui fazer por 3 vezes. É que tenho fobia a lugares fechados e aliado à tensão da descoberta de algo durante o exame, não consegui fazer.
            Bem, é importante a gente expor o que sente, na maioria das vezes ninguém acredita muito quando digo que vejo luzes rs e poder ter um lugar onde vejo que outras pessoas sentem algo parecido é até um alívio.
            Um abraço

          • admin disse:

            É, Rodrigo, vc não está sozinho! Essa matéria tem mais de 4 mil visitas ao mês!

            Deve ter bastante gente passando por isso.

            Dá para montar um clube! O mais importante é encontrar a causa, o gatilho que gera a aura.

            SEMPRE tem um causa. Sugiro que monte um diário, desde alimentação, exercícios e tudo mais.

            A cada aura faça uma lista do que aconteceu nos últimos 5 dias pelo menos.

            Em alguns meses você poderá ver algum item que se repetiu nas ocorrências.

            Evite o item e veja se isso afasta as ocorrências de aura. Foi assim que achei a minha solução.

      • Verônica disse:

        Olá Renata, não sou médica, mas comecei a ver isso muito cedo, pontos brilhantes, depois luminosos de olho aberto e fechado, andei em neuros e neuros e nada, passei com um psiquiatra e deu no exame “mapeamento cerebral” deu a chamada disritmia cerebral, ou anti epilepsia, já me trato há 21 anos com o mesmo, e os medicamentos me ajudam muito, não me curei, mas a vida segue normal! ( quero deixar claro que o meu problema pode ser diferente pq realmente existe enxaqueca com ponto brilhantes, entre outras) mas no meu caso eram luzes fortes brilhantes e auras e bolhas nas cores laranja e vermelho, o meu exame deu irregularidade no lobo temporal…. ( desculpa os erros) tenho também um angioma venoso cerebral…cada caso é um caso!

        • admin disse:

          Lamento, Verônica, vê-la nesse “selecto” grupo.

          Tem algumas vezes que minhas luzes ficam como se fossem “imagens”, tal como acontece com as nuvens essas “imagens” com luzes acabam tendo formas como lagartixas e coisas assim.

          São muito coloridas e as cores são em formas como caleidoscópio.

          Eu consegui encontrar a paz com uma dieta pobre em tomate e derivados dele. Além, certamente, de um tratamento de A.T.M.

          Já faz 1 ano (de hoje) mais ou menos que não tenho as auras.

    • Adriana Barriviera disse:

      Será que vc nao tem neve visual? Isso se dá apos as auras…Pesquisa no Google sobre visual snow ou neve visual

  2. Tamer Salmem disse:

    Incrível… “Que bom” saber a causa! Hoje foi um pouco além… Tem um pontinho claro que não evoluiu de tamanho apenas no olho direito,,, e uma dor de cabeça bem menor do lado direito também… E encontrei seu blog buscando uma causa para isso. Me tranquilizou também, muito obrigado!

  3. jader disse:

    Sim, esse blog foi essencial para que eu ficasse mais calmo. Hoje passei no cardiologista e amanha vou no neuro. Vamos ver qual sera o resultado.
    Creio que nao seja ATM pois eu nao tenho dores de cabeça, ontem foi a primeira vez, que veio junto com as luzes de natal na visão. As imagens ilustradas ficaram tao reais ! Parabens ! achei ate que estava com aura de novo. hahahaha
    Obrigado mais uma vez por ter feito esse blog.

  4. jader disse:

    Bom dia,
    parece que fui eu que escrevi esse relato. Achei que eu fosse morrer, ter um AVC ou algo do tipo.
    Comecou com um pontinho na visao, estava na academia, de repente foi aumentando e já estava com 50% da minha visao tomada por luzes de natal.
    Que sensacao horrivel, o medico disse que é enxaqueca, me indicou usar oculos. Espero que caso seja algo na minha alimentacao, eu descubra logo qual o alimento terrorista.
    Tenho 25 anos, comecei cedo.

    • admin disse:

      Jader, consulte um dentista especializado em A.T.M.

      Eu controlei a minha “Aura” com alimentação, mas depois que voltei a treinar as visões voltaram e a dor de cabeça é rotina.

      Isso está ligado a A.T.M. – no meu caso. Estou fazendo uma placa dental específica para treinos, logo mais poderei comentar aqui no blog sua influência.

      Mas pode ser o seu caso. Fique atento com isso e se puder, relate para nós depois, essas informações ajudam muito a quem tem isso, vc deve ter percebido!

      Obrigado por deixar aqui o seu relato.

  5. Ci fernandes disse:

    Admin…. Mudei toda minha alimentação. Todos os dias tomo sucos de couve , cenoura, beterraba,inhame e cortei refri e gorduras e carnes ….resultado? Essa semana não tive dor de cabeça uhulllllll nenhum dia!!!!!!! Ahh minha ressonância não deu nada!

    • admin disse:

      Fico feliz sobre a ressonância, isso lhe dá um alívio gigantesco, com certeza!

      Qto à alimentação, parabéns! Isso lhe fará muito bem, além de evitar as dores, possivelmente.

      Veja o lance da ATM para desencanar de vez!!

      E nos mantenha informado! Esse é um problema que até os especialistas desconhecem e divergem muito entre eles, é importante mantermos contato para nos protegermos e trocarmos conhecimento.

      Obrigado.

      • Ci fernandes disse:

        Pode deixar que manterei contato. Mas achu que a alimentação ajuda muito mesmo. Dei uma diminuída boa na carne e fast food tbm, cortei o café com leite que du bebia muito. Enfim está dando resultado! Obrigada pela força…

    • Ci fernandes disse:

      Admin…eu estou fazendo tratamento com remédio para ansiedade e stress e mudei alimentação. Não tenho mais dor de cabeça nem aura. A única coisa que me incomoda é minha visão que depois de tanta aura que tive não voltou ao normal, estou enchergando mal! E VC…teve isso?

      • admin disse:

        Não, minha visão é perfeita.

        E até onde sei é que os “olhos” em si não tem nada a ver com a aura.

        A aura é um efeito que ocorre de forma cerebral, não existe nada nos olhos que cria a aura, mas o cérebro mostra isso como se fosse uma visão.

        Não creio que haja vínculo entre as coisas.

      • Jucely disse:

        Oi eu me chamo Jucely a muitos anos tive enxaqueca com aura, minhas vistas não teve problemas, mas agora depois de muitos anos depois que ganhei minha segunda filha apareceu novamente, e dessa vez minhas visão está estranha, não sei se é pelo stress

      • Renata disse:

        CI Fernandes isso é chamado Neve Visual, acontece depois de muitas auras…até onde sei, não tem cura! Minha visão é tipo TV fora de foco.

  6. Ci fernandes disse:

    Alguém chegou a fazer ressonância cerebral com contraste? Estou com medo

    • admin disse:

      Eu não vejo necessidade, pois vc já fez uma vez.

      Tente um especialista para Enxaqueca com Aura e outro em ATM.

      Seu problema pode ser controlado em 1 semana e fazendo o necessário é possível nunca mais ter isso.

      Até pode ter, mas será mínimo, as últimas vezes que tive foi super suave, não deu dor de cabeça e pude controlar até sem remédio.

      Saindo da constância das dores tudo fica mais tranquilo.

      Tente se acalmar, vai dar tudo certo.

      • Ci fernandes disse:

        Já fui em um neuro. Eu já fiz uma tomografia e não deu nada. Mas ele quer uma ressonância.

        • admin disse:

          Não sei como um neuro lhe ajudaria. Um especialista em ATM vai ajudar mais que um especialista em cefaleia-neuro.

          Com uma consulta em um especialista em alergias.

          • antonio Gilberto de Lima disse:

            Oi meu nome é Gilberto, eu também de vez em quando sinto essas luzes na visão esquerda, imediatamente espremo um limão inteiro e bebo, e coloco também, uma Ass debaixo da língua, não sei se é psicológico, só sei que passa logo.
            Não sinto nem uma dor de cabeça, graça a Deus.
            Valeu!

          • admin disse:

            Obrigado por participar, Gilberto!

            As luzes passam rápido mesmo, geralmente entre 5 e 15 minutos no máximo.

            E as dores não são sempre que aparecem, as últimas que eu tive só fiquei com a visão, é normal não vir a dor.

            O limão pode ser psicológico mesmo. Mas que o analgésico pode fazer diferença… ah isso eu tenho certeza!

            Eu sempre tomo analgésico assim que começa a luz, talvez por isso não sinto a dor, pois o analgésico pode estar fazendo a parte dele antes da dor chegar!

            Aí eu fico só com a luz! eheheheheheh

  7. Ci fernandes disse:

    As pessoas acham que estou louca! Eu cortei a pirula, e parei de fumar faz dois anos. Meu dia dia é super cansativo, pensei foi nisso. Meu intestino sempre foi preso e desde que comecei a ter crises ele passou a ser mais solto…notei isso! Admin vc tem outro contato? Face? Wats sap…
    Me ajude!!!

  8. Ci fernandes disse:

    Oii…comecei a ter crises de enxaqueca com aura agora aos 33 anos. Estou desesperada! Choro de dor de cabeça…
    Tenho problema de ATM desde nova, mas nunca me incomodou muito. Faço uso de aparelho fixo. Fui em um fusioterapeuta e ela disse que meu músculo do maxilar estava tenso. Mas não consigo acreditar que isso seja a causa. Me ajude!!

    • admin disse:

      Oi, Ci Fernandes. Sei bem como é, também me desesperei em vários momentos e abusei muito de dipirona e similares. Mas seu maxilar pode ser justamente a causa do problema.

      Preciso inclusive editar a matéria para incluir esse tópico como causa da Enxaqueca com Aura.

      A A.T.M. é a Disfunção da Articulação Temporo-Mandibular, isso provoca uma dor de cabeça ímpar e de extrema dificuldade de passar.

      Usando placa própria para isso é possível depois de 24 ou 36 horas controlar a dor de cabeça.

      Como eu sei? Eu tenho!

      Depois de muitos anos usando a placa para dormir e durante o dia durante as crises é possível “ensinar” ao seu corpo onde deve ficar o seu maxilar.

      Não é fácil. Leva anos. Mas resolve.

      Parei de usar a placa depois de 5 anos e poucos meses depois… lá veio a aura e dor de cabeça que após 20 dias de dor e muito comprido me lembrei da placa.

      Usei por 24hs e a dor passou. Ficou, claro, sequelas e forte sensibilidade por dias.

      Continuei usando para dormir e nunca mais tive. Hoje faz uns 8 meses que voltei a usar e há 8 meses não tenho nada.

      Coincidência não é.

      Procure por um dentista especializado em ATM, ele fará uma placa especialmente para o seu caso.

      Tal como foi comigo o meu problema surgiu após o aparelho fixo, que alterou o posicionamento dos dentes e consequentemente da mordida, destruindo a pacificação da mandíbula com o crânio.

      Não sou médico ou dentista, logo, desculpem as falhas “técnicas” na explicação.

      Mas procure um especialista, ele estudará seu caso, fará a placa adequada e a placa passará por ajustes várias vezes até acomodar corretamente a sua mandíbula.

      Isso é bem ruim, usar placa não é algo que todo mundo quer… mas resolve!

      Vá confiante, pois tem grande chance mesmo de estar aí a solução do seu caso.

      Depois, futuramente, se puder, volte aqui e comente com a gente como ficou o seu caso!

      Muita sorte no tratamento, é longo… mas dará resultado a curto prazo! De verdade!

      • Ci fernandes disse:

        Vou olha sim sobre a ATM.
        Terça irei fazer uma ressonancia da cabeça que o neuro pediu. Visto que, já fiz uma tomografia e nada deu, exame de sangue e nada deu. Noto só alterações no meu intestino que agora vive mais solto. Tirei o aparelho fixo de cima semana passada e to com o móvel em cima e fixo em baixo. Tenho bruxismo tbm…

      • Ci fernandes disse:

        Vou olha sim sobre a ATM.
        Terça irei fazer uma ressonancia da cabeça que o neuro pediu. Visto que, já fiz uma tomografia e nada deu, exame de sangue e nada deu. Noto só alterações no meu intestino que agora vive mais solto.

  9. Eder Camargo disse:

    Tenho enxaqueca desde os 8 anos, hj tenho 33, foram centenas de crises, começa como um pequeno borrão na visão, essa Fase é a pior pq nunca tenho ctz se é ou não enxaqueca, mas a ctz logo vem quando um ponto brilhante aparece, da vontade de parar tudo, mas sempre eu posso, no meu caso o principal gatilho é a luminosidade, principalmente ambientes com muitas lâmpadas fluorescentes, sabe aquelas lâmpadas que estão quase queimando oscilando a luz rapidamente? Aquilo é um veneno pra quem sofre com aura, corra daquilo. Uma dica importante pra quem tem, nunca deite durante a aura, a tendência é que piore, sempre que eu deito eu tenho formigamentos pela perna braço e rosto, e um zumbido no ouvido, ficando em pé nenhum destes sintomas aparecem, depois que a aura passar pode deitar, pra dor tomo 4 comprimidos de paracetamol 750Mg, 1 no início da crise, e o restante de 20 em 20 minutos até atingir os 4. A dor vem mas logo passa, ficando apenas uma sensação de ressaca.

    • admin disse:

      Eder, vc é exemplo oficial de quem aprendeu a lidar com situação e mostra que sabe viver com isso. Parabéns!

      Nós sabemos que não é fácil! Sim, luz para mim é veneno também! Eu trabalho com as lâmpadas apagadas, quase no breu. Para sair tem que ser com óculos e boné.

      De preferência óculos com tapa-lateral tipo Julbo, meu preferido.

      Vai devagar com os remédios, 4 de 750 pode ser muito, me dá até taquicardia quando chego a esse ponto.

      Obrigado pelo seu relato e parabéns!

    • Leio tudo sobre enxaqueca com aura. Tive minha 1ª crise aos 08 anos. Tenho 53 agora. Tive na infância e adolescência, depois na fase adulta parou por uns anos, e após os 35 anos voltou com força total. Me incapacita bastante. Dá insegurança. Depois que a aura passa, fico zonza, desorientada. Já passei por tantos médicos e exames que estou um pouco desanimada. Um Neurologista, muito bem conceituado no Estado em que moro, após vários exames, diagnosticou minha enxaqueca com aura como emocional. Graças a DEUS a dor é pouca, só tive dois casos de formigamento (e olha que acho que já tive mais de 1000 crises), mas a perturbação visual é intensa. E o que eu acho pior mesmo é a falta de informação sobre o assunto. Quando eu era pequena me levaram até em benzedeiras, afirmando que eu tinha visões. Mas gente, é vida que segue. Apesar das limitações (também tive um câncer aos 29 anos), sigo estudando, sou formada em Educação Física e Direito. Professora e Advogada. Tenho 03 filhos, 01 filha adotiva que recebi de DEUS logo que me curei do câncer e uma neta linda. O que não podemos mesmo é abrir mão de viver, nos momentos curtos de saúde perfeita, aproveitar bastante para ser feliz e levar felicidade para quem dela necessita. Não é nada fácil, mas é bom!

      • admin disse:

        Lísia, ganhou de mim!! Eu tb comecei com uns 7 ou 8 anos… mas sou de 73, então o meu problema começou depois do seu.

        Não sou então a “primeira safra”!! eheheheheheheh

        As minhas dores são enormes, sorte sua!!

        E, sinceramente, acho que não teremos um diagnóstico tão cedo, temos relatos de alergia alimentar, problema emocional, ATM, … enfim… cada um tem uma coisa.

        Mas o mais importante é que é possível viver feliz e muito bem, mesmo tendo aura.

        É chato… mas é um mal pequeno se comparado a outros problemas, como o que teve no passado.

        Relaxa, não fique preocupada.

        Compartilhe suas dúvidas com a gente, pois pelo que vi não há outro local com tanta informação como este post (especialmente em comentários). Temos que ficar aqui investigando e conversando, até – quem sabe – surgir uma luz.

        Obrigado por estar aqui conosco gastando seu tempo para nos ajudar!

        • Lísia Mara Faria disse:

          Bom dia! Sempre que vejo as imagens de seu post, parece que estou tendo uma crise, de tão realistas!! Ontem tive aura! Pensa que apesar da agonia que isto causa, me sinto uma sortuda, pois raramente tenho dor de cabeça! E formigamento só tive duas vezes! Não tenho enjoos. Só fico mesmo um pouco desorientada quando tudo passa. Seu post é incrível. Fico feliz vendo as pessoas podendo discutir e se informar sobre um assunto que é pouco disseminado. Pessoas já chegaram a duvidar de que esta aura que tenho exista mesmo. Então mostrei a estas pessoas um Julgado do STJ, onde uma Juíza se aposentou por causa das auras da enxaqueca, que a impossibilitava de trabalhar. Então, existe mesmo! Felicidade e boa sorte a todos! Ah, continuo tentando controlar a ansiedade com medicamentos naturais para diminuir a frequência das crises!

          • admin disse:

            Obrigado! Eu sofri muito na infância, quando médicos e especialistas afirmavam que eu tinha carência, queria chamar a atenção… precisava de psicólogo… então esse post é uma resposta à tudo isso e fiz na intenção de ajudar pessoas a nunca passarem pelo que passei!

            Além de juntar informações para termos mais certeza do que é isso e como se origina, pois nem os “doutores” sabem.

            Obrigado!

  10. Hudson disse:

    Pensei que eu era o único que sofria desse trauma, foi bom eu procurar na internet a informação mesmo que mínima para um problema que atinge 1% da população. Agora é procurar um especialista e tratar com cuidado para que possamos se mater longe desse problema que é horrível quando acontece. Obrigado ajudou muito!

  11. Natalia disse:

    Adorei o texto me identifique muito, e fiquei feliz em saber q não sou a unica a ver “pontinhos brilhantes” nunca conheci ninguem pessoalmente q tmb tenha a ENXAQUECA COM AUREA, adorei ver estes posts, no meu caso comecei um tratamento com ati depressivo q tomo um somente a noite, mas não consigo descobrir o q desencadeia a minha,mas irei descobrir…vlw!!

    • admin disse:

      Que legal que tenha gostado. Espero ajudar pessoas como o jornal que recebi naquele semáforo me ajudou.

      Verifique no seu caso se há algum registro de ATM, procure um dentista especializado para dar o diagnóstico.

      Tenho fortíssima suspeita que ATM pode SIM causar essas enxaquecas com aura.

  12. Renata disse:

    Triste…tenho há alguns anos. Era anual,passou a mensal e semanal. Comecei tratamento com amitriptilina que espaçou as crises, porém tenho algumas sensações ruins com ele. Tive uma crise no trabalho hoje, ninguém merece… Vou procurar ver se tenho alguma disfunção na ATM…vlw!

  13. Maria disse:

    Nossa! Incrível seu post. E assim que me sinto e não sabia explicar. Foi um alergista que te ajudou? Quem diria…vou procurar um também. Obrigada pela ajuda.

    • admin disse:

      Obrigado!

      E é bom checar também um dentista especializado em A.T.M., eu tenho minhas dúvidas se uma ATM poderia também provocar esses problemas.

  14. kelly disse:

    Apenas esqueci de comentar que acredito que a minha não é alimentar, pois como de tudo e como muito, muitas vezes exagero na alimentação, mas percebo que talvez a minha seja estress.

    Um abraço em todos !!!!!

  15. kelly disse:

    Olá,

    Li vários depoimentos, mas o que me deixou bastante impresionada foi com o desenho feito no Photoshop. A minha experiência com esses pontos luminosos começaram já na idade adulta. Tenho 38 anos e desde o ano passado começei a ter minha primeira experiências com o assunto. Percebo que começo com uma dor de cabeça suportável e depois vejo os pontos de luz, que dura cerca de uns 15 min, mas não vejo uma luz, já aparece com as cores que vai abrindo, até tomar todo olho. Já sentir isso nos dois olhos ao mesmo tempo, ou somente no esquerdo, ou no direito. depois que passa esse efeito visual a dor de cabeça cessa. Sou espírita e ainda estou estudando o caso se é algo físico em que a medicina pode explicar ou se é algo e´spiritual. Enfim…..

    • admin disse:

      Kelly, não creio que seja algo espiritual. Sou Kardecista, empata e tenho umas histórinhas sobre isso… bem legais!

      Mas nada relacionado à enxaqueca com aura.

      Se não for alimentar… minha segunda sugestão é A.T.M. – busque um dentista que tenha bom conhecimento sobre o tema e faça uma consulta.

      Um tratamento com A.T.M. pode resolver sua vida! Acredite!

  16. Vane disse:

    Obrigada por suas palavras Admin, hoje mesmo tive um dia péssimo ainda estou lembrando a todo instante da crise e estou muito,, muito triste. Más em todo caso obrigada novamente!

  17. Vane disse:

    É muito bom poder compartilhar essas experiências com que passa pelo mesmo problema.Eu tive a primeira crise de aura com 30 anos e fiquei simplesmente desesperada totalmente,aquelas luzes muito brilhantes e um ponto cego que tomou metade da minha visão, eu chorei corri para a frente do espelho e não conseguia me vê, ai fiquei desesperada, isso durou aproximadamente uns 15 minutos de puro terror, eu pensava que não iria enxergar mais ,ai a visão voltou,e eu fui imediatamente ao oftalmologista, que não soube me explicar o que tinha acontecido com a minha visão, pensei até que seria uma reação adversa de um analgésico que eu acabara de tomar ( pois estava com muita dor de cabeça) , enfim esqueci aquele episódio maldito passaram-se 4 anos eu estava fazendo uso de lente de contato, quando começou tudo de novo tornei a entrar em estado de pânico total, dessa vez foi a mais longa das crises demorou uns 30 minutos e perdi mais de 50% da visão passado 1 mês dessa crise ela voltou mais branda , passaram -se 1 ano voltou muito forte com o ponto cego fiquei mal, depois 5 meses após outra crise não foi tão forte cheguei até a ter a impressão de vê os zig-zags em apenas um olho,agora com 1 ano e 1 mês tive outra crise ontem a noite na hora de dormir , pela primeira vez foi a noite e em casa pq geralmente as crises vem quando estou trabalhando,Sabe me dá uma tristeza tão grande dentro de mim pq não dizer uma depressão temporária, a vontade que dá é de morrer, descobrir que tinha essa doença o ano passado e sofro muito com isso tem dias que chego ater umas confusões mentais sei lá fico confusa e muito tonta depois das crises fico com uma dor insuportável em cima dos olhos toda vez é assim não posso nem abaixar a cabeça por uns 3 dias depois a dor some.OBS tenho várias alergias como intolerância a lactose, a mariscos ,ovo … enfim sofro muito com tudo isso.

    • admin disse:

      Vane, relaxa! Aprendemos a lidar com isso e com o tempo podemos até identificar um “estalo” dentro de nós que diz: “vc terá isso hoje”.

      É estranho dizer isso, mas é de verdade! É possível sentir horas antes que isso vai acontecer.

      Aí já tomo bastante água (limpeza do sangue é vital para melhorar), neosaldina, diporona… o que tiver… e aí não tenho nada!

      Me perguntam: Vc está com dor? E eu respondo: Ainda não! eheheheheheh

      Não se apavore! Esse artigo foi escrito só para dizer: Vc não está sozinho(a) e é possível viver muito bem com isso!

  18. gilmar disse:

    tenho 45 anos e sofro de enxaqueca desde os 7 anos,tenho um problema cardiaco,insuficiencia aortica ,tambem descoberta aos 8 anos,minha primeira vez ,fiquei com a visao desfocada nao teve aura,dormencia comecava nas pontAS dos dedos da mao esquerda e percorria todo braco e assim que sumia do braco pelos ombros apareciam a na ponta da lingua percorrendo toda a lingua pela extremidades ate a garganta terminando esse processso desencadeava vomitos..descobri alguns alimentos que causavam issso,queijo,cha mate-leao,e tambem mudanca de clima,quente pra frio,percebo alguns sintomas.nervosismo,suor excessivo com frio,salivacao,algumas crises duram pelo menos 3 dias apesar de raras,percebo os objetos maiores,duas sensacoes curiosas sinto vontade de comer doces mesmo com ansia e fico com a libido aumentada..controlo a ansiedade e procuro fazer esportes moderadamente ,um detalhe trabalhar no que gosta ajuda muito ,nervoso nao me prejudica ,mas ansiedade sim tambem sofri muita descriminacao na escola e no trabalho,com a idade esta diminuindo as crises,somos uma familia de 8 membros ,sendo 5 homens e 3 mulheres ,somente eu e minha mae temos enxaqueca,segundo minha mae ela teve a primeira crise quando estava gravida de mim..ela tinha 35 anos.

    • admin disse:

      Puxa, obrigado por compartilhar sua experiência conosco.

      É bom saber que está sendo controlada.

      Você toma algo para melhorar?

      No meu caso eu chego a ficar até 10 dias com enxaqueca e enxaqueca facial.

      Só passa com forte carga de Neosaldina + boas horas de sono.

  19. DANIELE disse:

    Esqueci de mencionar q não tenho dor de cabeça

  20. DANIELE disse:

    Vejo igual vc relatou , dura uns 15 ,20 minutos e vai aumentando ate sumir , tive umas 6 vezes depois que tive depressão , será que tem á ver ?

  21. glaudizia disse:

    eu tenho essa enxaqueca e tenho muito medo, e quando ocorre uma crise fico emocionalmente abalada comedo que volte novamente.

    • admin disse:

      Quem tem sabe o quanto é assustador.

      Mas deixe que isso se torne maior, intensificando esse pesadelo.

      Aprenda a lidar, a reconhecer o estágio inicial, aprenda como contornar o problema, superar!

      Eu sou a prova viva que é possível fazer isso e pelos relatos de outras pessoas aqui nessa matéria vejo claramente que somos muitos a conseguir a controlar essa dor e até evitá-la, reconhecendo o estágio inicial e já medicando.

      Vc também conseguirá! Eu acredito nisso!

      • janete rodrigues de sousa disse:

        pessoal boa noite ate quem fim encontrei pessoas com os mesmo problema que eu nossa gente e horrivel tenho isso tbm hoje resolvi pesquisar e encontrei para minha alegria ja fui em varios medico explico tudo mas parece que nao entende o que eu digo agora sim eu vou passar no neuro tbm sempre imaginei que alguma coisa no cerebro nao gosto nem de lembrar dessa coisa terrivel eu tbm acho que tem alguma coisa que a gente come qdo da essa crise em mim tenho que ficar em lugar escuro eo meu dia acaba so vou ficar boa da dor de cabeça no outro dia toma varios remedios nao passa so alivia obrigada a todos pensava que era so eu que sofria com isso obrigada pela materia bjos

        • admin disse:

          Oi, Janete! Fique tranquila, é absolutamente possível viver com esse problema. Não sei a sua idade, mas com o tempo você aprende a reconhecer os sintomas antes que tudo ocorra, assim pode “controlar” ou até evitar o problema.

          Para mim as principais causas são:

          > Alimento a base de tomate (não posso comer 3 dias seguidos, mas 1 dia apenas eu posso);
          > Luz forte (se eu ficar com reflexo nos olhos ou em um lugar onde tenha uma janela muito clara com luz direta nos meus olhos terei problema);
          > ATM – Isso eu levei muitos anos para entender e controlar. Só de tratamento eu levei 5 anos. Hoje aprendi a controlar isso.

          Crise forte como eu tinha antigamente já faz muitos anos que não tenho.

          Eu tenho algumas dores, aura… mas 10% ou 15% do que era.

          E são bem raras, no máximo 2 ou 3 por ano.

          Antigamente eu tinha 2 ou 3 por semana e eram muito, muito, fortes.

          Então acho que aprendi mesmo a controlar tudo e tenho vivido sem problemas e muito bem!

          Torço por vc! Se tiver notícias para compartilhar com a gente, por favor, nos conte! E muito importante para nós, pois nem os médicos sabem o que é isso.

  22. sarah disse:

    Tenha ha anos e o gatilho é a mudança do tempo e cheiro forte em especial grama cortada. Cheiro de cloro, perfumes doces, sao minutos interminaveis. Mas raramente sinto fortes dores
    Quando percebo os pontinhos ja evito a luz.
    Um dia de sol depois de um longo periodo nublado é certo eu ter uma crise. E

  23. Bianca disse:

    Olá! Pensei que mais ninguém havia passado por isso. Eu tenho 28 anos e tive enxaqueca aura sem saber o que era umas 3 vezes, fui ao oftalmo mas não souberam me dizer o que era. Faz mais de cinco anos que tive a última e não sei a causa, como você descobriu. Tive na rua e foi péssimo, estava sozinha e sem enxergar bem. Os pontos de luz no meu caso piscavam muito e tomavam um olho só, duravam 15 minutos certinhos e a dor era realmente forte mas passava quando eu tomava paracetamol e dormia. Acordava bem. E graças A Deus estou bem ja faz tempo. Espero que continue. Mas ficou um trauma rs pois quando vejo um ponto de luz me apavoro pensando que vou ter novamente. Muito bom sua matéria. Obrigada!!!

  24. Glaucio disse:

    Excelente. No meu caso ja sabia que era alimentar. Agora tenho certeza uma vez que nunca fui diagnosticado.

  25. Hevelyn disse:

    É complicado porque se eu procurar um médico, ele não vai saber diagnosticar o problema também porque é muito raro e desconhecido talvez!

  26. Hevelyn disse:

    É exatamente isso que eu sinto, essa luz brilhante que não sai da vista e aparece do nada, e o pior de tudo são as náuseas que dá e a dor de cabeça que vem depois que parece que vai estourar as veias! fiquei muito preocupada!

    • admin disse:

      É assustador. Mas depois vc aprende a controlar, a antecipar os sintomas e a minimizar qualquer problema.

      Já faz alguns anos, uns 5 talvez, que não tenho tido nada.

      Busque a origem de tudo e vc poderá se livrar desse problema!

  27. Lucia disse:

    Comecei a ter crises de enxaqueca aos 13 anos de idade. No início além das alterações visuais, enjoo, sentia formigamento em algumas partes do corpo como boca, língua e braços, confusão mental, desespero, comprometimento da fala e só depois vinha a dor pulsante unilateral, acima de um dos olhos.
    Na época os médicos chegaram a sugerir que eu usava drogas. Minha família achava que era espiritual. Cheguei a tomar antidepressivo para impedir novas crises, mas o remédio me deixava inútil, cansada. Parei de tomar. A única coisa que cortava a dor era tomar de 1 a 2 comprimidos de Advil assim que eu começava a ver as “auras”. Tomar remédio ao final de todos os sintomas iniciais não adiantava nada. Ficava o dia inteiro de molho, deitada num quarto escuro.
    São mais de 20 anos convivendo com a enxaqueca. As crises e intensidade dos sintomas diminuíram muito após eu ter me tornado vegetariana. Não como carne de nenhum tipo há 11 anos. Acupuntura e ioga também ajudaram. Bebo muita água mineral.
    Percebi que alguns alimentos se ingeridos mais de 1 vez na semana provocavam a crise: banana nanica, pimenta e condimentos, alho em excesso, chocolate branco, vinho branco, café, guaraná em pó, chá mate, leite e derivados (iogurte, manteiga, queijos), sucos de caixinha, sucos de soja, qualquer coisa com muito corante … Estresse e alterações hormonais também. E alguns medicamentos como antibióticos, anticoncepcional. Inclusive o clima me causa enxaqueca: dias muito quentes ou muito claros com sol forte.
    Fiquei quase 3 anos sem nenhuma crise, o que foi ótimo. Voltei a usar anticoncepcional e elas voltaram, mas agora com menos intensidade. Às vezes tenho alguns sintomas iniciais: auras, formigamento e enjoo de leve. Não tomo mais remédio. E depois que esses sintomas passam não tenho dor alguma, apenas fico mais lenta e mole.
    Na medicina oriental dizem que a enxaqueca está relacionada ao fígado e desiquilíbrio energético. Também dizem que é uma doença comum em pessoas auto-críticas, perfeccionistas, controladoras rs.
    Meu acupunturista diz “pé quente, cabeça fria” e muita “meditação”, calma, controle da respiração e da mente para não agravar a dor. Durante uma crise e sempre que possível eu procuro deixar os pés aquecidos e esfriar a testa e cabeça com um pano úmido.
    Mesmo quando estou na rua, no trânsito ou trabalhando e percebo o início da crise, eu procuro ficar em silêncio, manter a mente tranquila e respirar lentamente. Quando posso, fico de olhos fechados e tento relaxar.
    Foram anos e anos sofrendo até perceber que sempre ao início da crise quando eu me desesperava, ficava angustiada por não ter um remédio por perto, essa ansiedade/nervosismo pioravam e muito a dor.
    À todos que sofrem desse mal, aconselho um estilo de vida mais saudável: ingerir muita água e bons alimentos, exercícios físicos, relaxamento e cuidados com a mente. Terapias alternativas auxiliam bastante. Pequenas mudanças nos hábitos podem colaborar.
    Sugiro também que prestem mais atenção aos momentos que antecedem à crise para identificar possíveis gatilhos: tentem se lembrar do que comeram/beberam, se tomaram algum medicamento, se dormiram pouco, se passaram nervoso, se o dia estava muito quente, em que etapa do ciclo menstrual está…
    Parabéns pela iniciativa! Enfim são os relatos e pequenas dicas que podem auxiliar e muito quem sofre com enxaqueca a ter mais qualidade de vida.

    • admin disse:

      Obrigado por compartilhar conosco sua experiência.

      Também sofri muito, na adolescência especialmente – nos anos 80, fui taxado de louco e tudo mais.

      Foi triste.

      Mas hoje comemoro que achei um caminho simples em evitar alimentos e ficar sem esse sofrimento.

      Vamos ajudar mais gente!

  28. Tatiana disse:

    Também tenho enxaqueca com aura… Mas a minha é desencadeada pelo estresse e geralmente no final da tarde. Mas a primeira vez que tive, quando bateram no meu carro, e como ainda não sabia o que era isso e não tomei medicamento fui até os piores sintomas como formigamento das mãos, vômito, muita dor e até confusão mental! Me levaram para o hospital e me deram aqueles remédios fortes pra acalmar e me mandaram embora. Depois procurei o neurologista e me explicou o que eu tive. Hoje tomo o remédio naramig assim que começam as luzes e até começar fazer efeito minhas mãos formigam, mas logo depois melhora… Ou seja o negócio é aprender a lidar com isso e ter sempre o remédio por perto! Abraço!!

    • admin disse:

      MUITO bom! vi a bula do remédio agora, eu não conhecia.

      Sofro há décadas!

      Vou buscar saber mais, muito obrigado por compartilhar essa informação conosco!

  29. Josemar Leandro disse:

    Eu tenho e comigo é diferente, raramente tenho dor de cabeça, mas a sensação que tenho é de ressaca, vista escura ao final do brilho por uns 10 minutos.
    Coincidência ou não, acabei de comer catchup e 15 minutos depois começou a Aura. Tenho isso desde a infância e hoje sofro ataques umas 6 vezes por ano. A cabeça não doi, fico com sensação de inchaço e pulsação na cabeça.
    Vou me ligar no tomate de hoje em diante.

  30. Patrícia disse:

    Comecei a ter crises de enxaqueca aos 13 anos de idade. No início além das alterações visuais, enjoo, sentia formigamento em algumas partes do corpo como boca, língua e braços, confusão mental, desespero, comprometimento da fala e só depois vinha a dor pulsante unilateral, acima de um dos olhos.
    Na época os médicos chegaram a sugerir que eu usava drogas. Minha família achava que era espiritual. Cheguei a tomar antidepressivo para impedir novas crises, mas o remédio me deixava inútil, cansada. Parei de tomar. A única coisa que cortava a dor era tomar de 1 a 2 comprimidos de Advil assim que eu começava a ver as “auras”. Tomar remédio ao final de todos os sintomas iniciais não adiantava nada. Ficava o dia inteiro de molho, deitada num quarto escuro.
    São mais de 20 anos convivendo com a enxaqueca. As crises e intensidade dos sintomas diminuíram muito após eu ter me tornado vegetariana. Não como carne de nenhum tipo há 11 anos. Acupuntura e ioga também ajudaram. Bebo muita água mineral.
    Percebi que alguns alimentos se ingeridos mais de 1 vez na semana provocavam a crise: banana nanica, pimenta e condimentos, alho em excesso, chocolate branco, vinho branco, café, guaraná em pó, chá mate, leite e derivados (iogurte, manteiga, queijos), sucos de caixinha, sucos de soja, qualquer coisa com muito corante … Estresse e alterações hormonais também. E alguns medicamentos como antibióticos, anticoncepcional. Inclusive o clima me causa enxaqueca: dias muito quentes ou muito claros com sol forte.
    Fiquei quase 3 anos sem nenhuma crise, o que foi ótimo. Voltei a usar anticoncepcional e elas voltaram, mas agora com menos intensidade. Às vezes tenho alguns sintomas iniciais: auras, formigamento e enjoo de leve. Não tomo mais remédio. E depois que esses sintomas passam não tenho dor alguma, apenas fico mais lenta e mole.
    Na medicina oriental dizem que a enxaqueca está relacionada ao fígado e desiquilíbrio energético. Também dizem que é uma doença comum em pessoas auto-críticas, perfeccionistas, controladoras rs.
    Meu acupunturista diz “pé quente, cabeça fria” e muita “meditação”, calma, controle da respiração e da mente para não agravar a dor. Durante uma crise e sempre que possível eu procuro deixar os pés aquecidos e esfriar a testa e cabeça com um pano úmido.
    Mesmo quando estou na rua, no trânsito ou trabalhando e percebo o início da crise, eu procuro ficar em silêncio, manter a mente tranquila e respirar lentamente. Quando posso, fico de olhos fechados e tento relaxar.
    Foram anos e anos sofrendo até perceber que sempre ao início da crise quando eu me desesperava, ficava angustiada por não ter um remédio por perto, essa ansiedade/nervosismo pioravam e muito a dor.
    À todos que sofrem desse mal, aconselho um estilo de vida mais saudável: ingerir muita água e bons alimentos, exercícios físicos, relaxamento e cuidados com a mente. Terapias alternativas auxiliam bastante. Pequenas mudanças nos hábitos podem colaborar.
    Sugiro também que prestem mais atenção aos momentos que antecedem à crise para identificar possíveis gatilhos: tentem se lembrar do que comeram/beberam, se tomaram algum medicamento, se dormiram pouco, se passaram nervoso, se o dia estava muito quente, em que etapa do ciclo menstrual está…
    Parabéns pela iniciativa! Enfim são os relatos e pequenas dicas que podem auxiliar e muito quem sofre com enxaqueca a ter mais qualidade de vida.

  31. ESQUECI DE MENCIONAR: O ANTICONCECIONAL PODE TER ALGUMA COISA A VER?

  32. MINHA FILHA SOFRE COM CRISES DE ENXAQUECA (COM AURA?), PONTOS BRILHANTES E COLORIDOS, E AS DORES SÃO INTENSAS COM DURAÇÃO DE ATÉ 03 DIAS, FICANDO APÓS A CRISE COM A CABEÇA DOLORIDA. SUSPEITO DE PROBLEMAS DIGESTIVOS, BEM COMO, ALTO NÍVEL DE ESTRESSE.ACREDITO QUE TALVEZ UMA INCURSÃO POR ESPECIALISTAS, NEUROLOGISTA, ALERGOLOGISTA, DENTISTA ESPECIALIZADO EM ATM E TALVEZ UM PSICÓLOGO, SERIA UM COMEÇO PARA ACABAR COM A MALDITA ENXAQUECA? SOFREMOS AS DUAS, EU POR TABELA, POR VÊ-LA PENAR COM A DOR. AGRADEÇO SE PUDER TER UMA RESPOSTA SEJA DE IRMÃOS NA DOR OU AINDA ESPECIALIZADA.

    • admin disse:

      Não sou especialista em nada, sou na verdade um paciente como a sua filha.

      Anticoncepcional não sei se afetaria, não posso afirmar, mas apostaria mais em ATM e alergia a algum alimento.

      No meu caso foi alergia a tomate e derivados a parte maior do problema. Entretanto não passou totalmente.

      Qto minha ATM foi ao extremo e tive rompimento de ligamentos por estresse fiz um “Breve” tratamento com placa especial por 5 anos. Aí passou.

      Eu suspeito mais da ATM que dos tomates, no final das contas.

      No meu caso, volto a lembrar. Mas se ela tem ATM… hum… aí o meu palpite cresce 110%.

      Procure por um profissional adequado em ATM, peça uma placa inteiriça para a parte superior, de pelo menos 3mm de altura entre os dentes e que force levemente a mandíbula para trás.

      Isso “descansa” todos os músculos da face, inclusive da têmpora, onde nascem as crises e ali fica “perpetuada” a dor.

      E, por favor, relate para nós no futuro, estou radicalmente tentado a ajudar o máximo de pessoas, pois esse problema só muito sério e só tem quem sabe o qto ele estraga a vida.

      Obrigado!

  33. Ana Carla disse:

    Olá eu vejo essas luzes é a coisa mais horrível que já senti. Eu tenho uma sensação que vou perder a visão,fica pouco tempo e depois some como nada tivesse acontecido e o mais engraçado que depois disso eu não tenho dor de cabeça como o relato de outros depoimentos aqui. Mas a visão em um dos olhos é mais brilhante e esta incomodando um pouco, já fiz mapeamento de retina, USA e esta tudo normal. Mas qd fico ansiosa e estressada é crise na certa…. Artigo muito bem escrito. Parabéns.

    • admin disse:

      Oi, Ana Carla, obrigado por nos trazer seu relato.

      As dores estão associadas ao problema, mas nem sempre aparecem, especialmente no começo.

      Mas pode se agravar, cuidado!

      Qto tempo em média vc fica sem visão? E vc já procurou um dentista especializado em A.T.M.?

      Estou querendo editar a matéria, pois depois que tratei a A.T.M. nunca mais tive problemas assim, nem depois de comer tomates, nem em fases de estresse.

      Venho a crer que a A.T.M. possa estar relacionada de alguma forma.

  34. Paola Pedroso disse:

    Eu sofro muito com isso, agora mesmo passei pela crise dos pontos de luz e so me restou agora a maldita dor de cabeça, e o pior de tudo e ter que trabalhar assim….
    So quem tem isso pra saber como e triste, vontade de deitar e dormir, dormir, dormir!!!!!!!!!!!!!!!!!

  35. Marcos disse:

    eu tenho enxaqueca 1 vez por ano ou até 2 e nunca lembro o que comi,quando as luzes desaparecem e vem a dor eu fico com vontade de vomitar ai quando vomito a dor alivia um pouco.Eu vou direto pra cama deitar,fecho a porta e a janela pra luz e nem o som piorarem a dor.

  36. Claudete disse:

    Bom dia, tenho dor de cabeça as vezes começas com pontos brilhantes (diversos) e posterior dor de cabeça que não encontrei medicamento que alivie + ou – uns 2 a 3 dias de dor leve a forte.
    E muitas vezes a dor tem inicio posterior a uma sonolência e ardência nos olhos ai ela vem muito forte e dura até 3 dias, medicamentos não aliviam, acabo por deixar passar por si só, mas é muito difícil.
    Já procurei ajuda medica, porem ate o momento não deu resultado, gostei da matéria e vou prestar atenção na alimentação e no sono. Quanto ao sono ser que durmo muito tensa tenho um sono bastante agitado, faço exercícios (pilates 1 vez por semana e academia 3 vezes por semana 30 minutos alivia a tenção mas quando aparece a sonolência os pontos brilhantes não tem o que passe.
    Muito boa a matéria os vídeos estão ótimos e bem explicados.

    • admin disse:

      Oi, Claudete! Obrigado por sua participação aqui!

      Uma outra coisa que me chama a atenção… além da alimentação… venho notando isso esse ano.

      Depois de 5 anos de tratamento de ATM (nervoso e ansiedade) minhas auras praticamente me abandonaram.

      Por um acaso vc teria algum problema de ATM?

  37. Bruno Tiago disse:

    kkkkkkkkkk nossa sorte sua q o café não te faz mal, pq pra mim tenho ctza q foi isso q me causou esse transtorno

  38. Bruno Tiago disse:

    eu tenho essa merda faz quase 2 anos.. nas primeiras vezes que tive fiquei desesperado achando que estava perdendo a visão, fui no oftalmologista e ele me disse q era enxaqueca com aura.. agora falta descobrir a causa desse inferno, eu desconfio que seja o café, agora diminui bastante, mas ha uns anos atras bebia umas 7 xícaras por dia, era viciado.. e sempre q exagero um pouco na bebida alcóolica um ou dois dias dpois vem a crise.

  39. Alexandre disse:

    Creio que a chave esteja dentro da bioquímica, nas reações que ocorrem no cérebro. No meu caso, ao faltar algum componente dessa equação, a crise não acontece mais. Talvez hormonal, ou algo parecido. No seu caso, o mesmo. Resta a você descobrir quais são os componentes da sua equação que, combinados com o tomate, produzem esse terrível efeito.

    Outra consideração interessante que o Sr. fez sobre sua evolução no caso é o fato de haver um retardo entre a causa e o efeito. Isso para mim pode significar que os componentes que lhe são nocivos vindos do tomate necessitem de alguma fermentação ou reação com as enzimas de seu organismo, até desencadearem a crise. No meu caso isso não ocorria, o efeito era praticamente imediato (poucas horas após o alimento e no caso dos odores, praticamente minutos após).

    Mas é certo que a medicação me ajudou muito, inibia totalmente o processo. Os triptanos foram um remédio divino para mim!

    • admin disse:

      Exatamente, pelo que li o tomate iria ao intestino, fermentaria e isso cairia na corrente sanguínea. Com o tempo, o sangue passando pelo cérebro, irritaria essa região.

      Enquanto o sangue não for totalmente limpo a irritação cerebral não findaria.

      Por isso beber água ajuda no processo de desintoxicação e com isso minimizo o tempo da enxaqueca.

      Parece ser uma boa teoria!

  40. Alexandre disse:

    A tempo, dexe-me continuar a resposta. Não deixei de consumir nenhum alimento, e os frutos do mar (principalmente camarão e siri) fazem parte hoje da minha dieta regular. Minha alimentação é hoje, sem dúvida, muito pior em termos de qualidade do que era naquela época. Com o corre-corre do dia a dia, mais o fato de morar sozinho, alimento-me muito mal e a cada dia em um lugar diferente, com qualidade nem sempre recomendável.
    Mas é fato: as crises desapareceram por completo. 🙂

    • admin disse:

      Bacana suas 2 últimas interações, o que conflita com a ideia de serem os alimentos os vilões.

      Mas o lance não é “qualidade” da comida, mas um determinado gatilho, como vc disse no caso dos frutos do mar.

      O meu gatilho é Tomate, basta comer tomate ou seus derivados 2 ou 3 vezes na semana e pronto.

      Um detalhe importante é que não vem em seguida, mas depois de consumir algumas vezes a enxaqueca e até a aura só aparecem no terceiro dia.

      Isso que é complicado, pois ficaria ultra difícil identificar a causa sem um livrinho que traçou essa rota.

      Ninguém se lembra na vida agitada o que comeu na semana passada!

  41. Alexandre disse:

    Quanto á alimentação, lembro da época em que ocorriam as crises que ouvi sim, dizer que havia alguns alimentos desencadeadores do processo. Observei atentamente, e notei que alimentos muito gordurosos, bem como frutos do mar eram os “gatilhos”. Mas não os consumia em quantidade considerável, nem por longos períodos, e bastava ter contato com eles uma vez só. Por fim, abandonei a possibilidade, mas tenho certeza de que, principalmente os frutos do mar me causavam, além de má digestão, a crise de enxaqueca. Então, podemos associar que, alimentos mal digeridos como esses de difícil digestão, me causavam a crise. Não sei se por disfunção metabólica, ou por ação do suco gástrico ou outro componente qualquer da digestão.
    Também me lembro que determinados cheiros eram desencadeadores de crises, principalmente o cheiro de perfumes adocicados.
    Obrigado pela resposta, espero ter auxiliado.

  42. Alexandre disse:

    Muito boa a sua página, parabéns. Eu também sofria de enxaqueca, com a aura idêntica à descrita nas imagens, desde os 9 anos de idade. Nunca identifiquei a razão, creio que tenha sido alguma disfunção sanguínea, pois na puberdade tive uma doença chamada Púrpura Trombocitopênica Idiopática (doença de Werlhof), que baixava as plaquetas do sangue. Mas a púrpura desapareceu e a enxaqueca continuou, firme. Até que eu descobri o SUMAX (sumatriptano) que resolvia o problema, mas eu tinha que tomar o remédio logo depois que via o primeiro ponto de luz. Aí surgiu uma evolução do remédio, o NARAMIG (naratriptano) que foi tiro e queda! Assim que via o primeiro pontinho de luz, tomava um remédio e em minutos os pontos luminosos sumiam; e a dor de cabeça nem vinha! Santo remédio!!! Hoje, aos quarenta e tantos anos, creio que esteja curado, pois não tenho mais crises desde os 33. Essa é minha experiência, espero que ajude a todos. Detalhe: a hipertensão veio, sim, aos 42 anos de idade. Abraços e felicidades a todos.

    • admin disse:

      Obrigado, Alexandre, por participar e compartilhar conosco.

      E a alimentação, continuou a mesma ou houve alguma diferença?

      Pois de tudo que aprendi pesquisando o problema estaria em alimentos. Se a sua sumiu… pode ser que parou de consumir algo.

      Seria interessante saber o que foi (se ocorreu).

  43. Simone disse:

    Tb tenho “auras” porém algumas vezes sem enxaqueca. Fico desesperada achando que não vai mais passar aquela episódio alucinante!Obrigada pela dica de alimentação, muitas vezes realmente está relacionado a um mal estar digestivo.Já comprei o livro e vou procurar um médico especialista em alimentos.Boa sorte a todos!

    • admin disse:

      Pois é, na semana passada mesmo tive aura por uns 10 minutos. Passou e não tive a dor.

      Isso não acontecia anos atrás. Mas ocorreu comigo (sem a dor) umas 3 ou 4 vezes nos últimos meses.

      Acho que alimentação tem ajudado!

  44. Alan disse:

    Eu vivia tendo estas crises fui em varios especialistas
    ate que um passo um tratamendo com remedio para depressao chamado PAMELOR eu sempre tomo 1 comprimito antes de dormir me ajudou muito ate o começo do tramatamento nada de dor e aura.
    Alimento LEITE me prejuticava era so tomar que vinha a bentida dor.se alguem ai fizer o teste do leite parar de tomar por um tempo quem sabe.

  45. juska disse:

    muito importante esta matéria, mais importante saber da capacidade de pessoas que simplesmente se adaptam com maestria a situações tão delicadas de acidentes orgânicos dessa natureza, e passam conforto e esperança à outras que sofrem de mal semelhante, Deus os abençoe irmãos.

    • admin disse:

      Obrigado, Juska! É nossa obrigação fazer desse mundo um lugar melhor para nós e nossos filhos.

      É uma pena que muitos tornaram a internet um lixo, quando na verdade é uma poderosa ferramenta de comunicação e informação.

      Mas nós podemos resistir e criar um lugar melhor para nós! Obrigado por suas palavras de carinho.

      • Fernanda Maciel disse:

        Muito obrigada por expor seu depoimento. Eu tenho enxaqueca faz anos e hoje foi a primeira vez que tive com aura. Achei que estava com algum outro problema, estava bem assustada. Ao pesquisar na internet encontrei seu site, que me acalmou, fiz um Reiki e voltou ao normal. Obviamente já aproveitei e tomei medicação para evitar a dor. No meu caso é desencadeado pelo uso excessivo de computador, a luminosidade da tela incomoda, mesmo diminuindo o brilho ainda assim incomoda.
        Suas figuras correspondem quase exatamente ao que eu vi. Primeiramente aparecia uma foice em feixes de luz, depois começou a dança dos feixes no olho.
        Mais uma vez agradeço pela sua ajuda! 🙂

        • admin disse:

          Obrigado por compartilhar conosco sua experiência! Sim, os brilhos podem ser diferentes nos detalhes, mas na essência são muito parecidos.

          Eu mesmo tenho variações conforme o dia, a intensidade de dor e outros detalhes, podendo os brilhos ficarem mais coloridos, ou mais brancos, maiores… ou em maior quantidade…

          Enfim, é quase isso, podendo sim variar nos detalhes, mas no geral é bem isso.

          Obrigado!

  46. rodrigo disse:

    nao aguento mais este problema,depois que uma pessoa da minha familia morreu, fiquei muito nervoso e dai nunca mais acabou com esta enxaqueca com aura, isto depois do meu 26 anos de idade.sera que foi este trauma que de desecandeo este dores de cabeça?

  47. CRISTIANE disse:

    OI TBM COMPARTILHO DESTA DOR, EU E UM IRMÃO JÁ O IRMÃO MAIS NOVO NÃO TEM NADA DISSO, TENHO PROBLEMAS COM TOMATE TBM , MOLHOS QUALQUER COISA COM TOMATE DESENCADEIA UMA CRISE.ISSO PODE SER UMA ALERGIA MSM? INCRIVEL MAS GOSTARIA QUE DESCOBRISSEM A CURA E PUDESSE FAZER UM TRATAMENTO É MUITO RUIM A SENSAÇÃO DEPOIS DE CABEÇA PESADA É HORRÍVEL AMORTECE DEDOS HORRÍVEL ENFIM …..

    • admin disse:

      Oi, Cristiane! Cura não tem, mas por ser uma alergia talvez o seu caso possa ter uma solução paralela.

      Procure um alergologista, talvez tenha algo para evitar os riscos.

      Boa sorte!

  48. Vanderlei disse:

    Cara, o seu desenho no photoshop quase demonstrou claramente o que eu também vejo. Uma coisa que não foi mencionada é a frustração causado pela aura sabendo que vai ter dor dali a 30 minutos.
    As vezes passo até 6 meses sem ter as crises. Quando retorna tenho 2 ou 3 crises no período de 1 semana. Já tentei parar de tomar café (apesar de tomar pouco), mas acredito que a minha é causada por alguma intolerância a luz. A maioria das vezes começa quando estou no computador e pela manhã. Já tive no trânsito também.
    Vou ver os vídeos e tentar descobrir qual é o “gatilho” que me faz ter enxaqueca.
    Artigo muito bem escrito. Parabéns.
    P.S.: Estou escrevendo este comentário no momento da dor após a aura.

    • admin disse:

      Vanderlei, acredito eu que todos nós temos o problema com a luminosidade.

      Nós, do mundo da enxaqueca, sofremos com essa exposição.

      Mas eu particularmente nunca tive aura por causa da luz. Tenho sim problema com luz, dá dor de cabeça e enxaqueca, mas não aura.

      Não é comum a luz ser gatilho. O problema é sempre alimentar!

      E veja que o alimento só cria o problema dias depois, o que fica difícil encontrar a fonte da causa. Tente fazer uma agenda alimentar, anote tudo o que come, qdo tiver a crise, releia até 5 dias antes e vá marcando os alimentos que se repetiram qdo ocorreu a crise.

      É simples assim! Dá super certo! Depois é só evitá-los e viver feliz para sempre! Boa sorte!

  49. zino disse:

    Lúcido e muito bem escrito este artigo. Não tenho nada disso, numa parte de mim, mas na minha metade tem… Adoro tomates e como todos os dias parabéns!

  50. Paulo Antonio disse:

    Sou vítima da enxaqueca aura desde meus 10 anos de idade; coisa de família; meu pai tinha, três irmãs têm, 01 irmão tem. É um tormento, ainda mais que sou design gráfico, pensa! E o pior, quando conto as crises a alguém, sou vítima de gozações, tipo: “vc vê luzinhas, nossa! que fofo”, ou ” credo, vc deve ser médium”… coisas assim. O que é pior, eu trabalho com criações gráficas, e depois das crises, não consigo produzir nada, pois minha cabeça vira um ôco, parece uma caixa vazia pelo resto do dia… e eu sei; nunca serei curado de meu mal!Se posso dar um conselho aos meus parceiros de mal, é baseado nas minhas experiencias com a doença: Evitem café, refri, não durmam pouco, não durmam demais, evite estres, coma menos carne vermelha e sobretudo, não beba nada alcoolico, pratique sexo regularmente…o resto é se preparar para conviver com esse troço. Aceite sua cruz, avise nos seus trabalhos que vc tem esse mal e leve na esportiva. Vc vai sofrer menos…

    • admin disse:

      Realmente, Paulo! A dor é terrível, mas boa parte do problema é o bullying.

      Nos anos 70 e 80… nem se fala em Enxaqueca com Aura. Nem se conhecia isso.

      Eu sei o que é isso.

      O oftalmo disse para a minha mãe procurar um psicólogo para mim. Que eu só queria chamar a atenção, afinal, luzinhas?

      O neuro disse que era coisa da idade, ia passar com o tempo e mais “atenção”.

      Nossa… só faltou me chamarem de louco carente.

      E tudo era só “alergia à tomate”.

      Cortei o tomate e faz pelo menos 2 anos que não vejo as luzes!

      • rodolfo disse:

        minha enxaqueca com aura começou aparecer depois que eu faleceu uma pessoa da familia,depois de 25 anos de idades ,depois nunca mais acabou esta crise de enxaqueca com aura.sera que foi este trauma que desencadeo tudo isto? e eu sou meu stressado

Deixe uma resposta

Notifique-me de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.

Avaliação feita com base nos votos dados pelo retorno de nossos anunciantes patrocinadores.
Criação de sites em Rio Preto com Divulgação do Site no Google e completo serviço em foto, vídeo, SEO, website entre outros.
Classifica como 4,9/5 Com Base em 21.349 Usuários
De R$1000.00 à R$8000.00 1450